Notícias


 Estudo do Cremesp mostra concentração de profissionais no Estado 

A concentração de médicos - relação entre profissionais em atividade e o número de habitantes - no Estado de São Paulo aumentou 33% na última década. Em 2000, o Estado contava com um médico para 542 habitantes. Hoje, o índice é de um médico para 410 habitantes. Os dados constam de levantamento concluído pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).
   
De 2000 a 2009 a população do Estado de São Paulo cresceu 12%, enquanto o número de médicos em atividade aumentou 48%.
   
Santos, Ribeirão Preto, Botucatu e Campinas são as cidades que mais concentram médicos. Os quatro municípios contam com um médico para menos de 200 habitantes.
   
Dentre os 645 municípios paulistas, 148 não têm um único médico residindo em seu território.
   
No ranking dos Estados brasileiros, São Paulo fica em quarto lugar na concentração de médicos. Distrito Federal (281 habitantes por médico), Rio de Janeiro (295 habitantes por médico) e Goiás (333 habitantes por médico) são as unidades da federação com as maiores taxas de médicos por habitantes, acima da média nacional, que é de um médico para 551 habitantes.
   
Confira a íntegra do estudo realizado pelo Cremesp.
 
Fonte: Cremesp
 

Voltar

Rua Carutapera, num. 02 Qd- 37B Jardim Renascenca Sao Luis -MA cep: 65075-690 Telefax: (98)3221-2931- E-mail: sogima@sogima.org.br

itarget